Esteticamente, este tipo de móvel fica excelente no jardim, pois causa um efeito moderno, bonito e arrojado. Os móveis para jardim em alumínio ou móveis para jardim em ferro podem ter o acabamento natural, na cor das próprias peças, ou receber uma pintura especial para o material, deixando-os mais especiais e personalizados ao momento e ao ambiente.

Nessa referência, temos 6 blocos utilizados em cada lateral do sofá, totalizando 12 unidades para confecção do móvel. Foram necessários 4 unidades colocadas umas ao lado das outras na vertical e outras 2 na horizontal para servir de suporte para as vigas de madeira. Como o concreto é um material resistente, serve como uma boa base para o que será o assento. Colocadas as vigas entre os buracos dos blocos, basta caprichar com almofadas macias e curtir o seu novo sofá para área externa.
Caso você saiba manusear as peças de madeira que pretende utilizar para seu armário, lembre-se da necessidade de contar com cavaletes e serrinha. Outro ponto importante é quanto às furações, que deverão ser cuidadosamente distribuídas para que a montagem seja a mais eficiente o possível. Lembre-se de sempre consultar o plano que decidiu seguir. Essencialmente, nesta fase, você precisará de martelo, furadeira e chave de fenda. 
Decorar o hall, para alguns, é um mistério – como decidir entre um banco, uma cômoda e espelho, ganchos ou um mancebo? Este faça você mesmo é quase tudo isso! A “árvore de hall”, como é chamada pela blogueira do Angela Marie Made, é uma peça versátil para deixar tudo à mão próxima entrada de casa. A lista de materiais é grande, mas o passo a passo é simples: as imagens podem ser conferidas no link. 
Os móveis para jardim são capazes de deixar o jardim equipado e charmoso, fazendo desse espaço um local convidativo para os moradores da casa e os convidados, afinal de contas, nada como passar um dia de folga relaxando sob o sol, ou uma noite de calor comendo pizza perto do gramado, já pensou? E o jardim de inverno também pode ser decorado com móveis para deixa-lo ainda mais confortável e bonito.
O prolongamento do plano operacional irá acarretar custos para a Madeira, mas apenas no que se refere aos meios operacionais em terra. “Em relação ao POCIF, naturalmente que há sempre custos associados, porque as equipas no terreno necessitam de um apoio para esse prolongamento. Em relação a 2017, esse prolongamento correspondeu a cerca de 30 mil euros. Em relação ao meio aéreo, e atendendo a que isto é uma responsabilidade nacional, naturalmente que não pretendemos que esse prolongamento seja objeto de qualquer valor adicional”, disse.
×