Você vai cortar dois grandes pedaços da corda e dobrar cada um ao meio. É essa parte da dobra que você vai usar para fixar na argola. Eu já ensinei com detalhes a fazer esse tipo de nó nesse post aqui, pode dar uma olhada lá que o tutorial vai lhe ajudar. Depois de fazer esse nó na argola, você terá quatro pontas soltas da corda; passe cada uma por um dos buracos que você fez na tábua e dê um nó na parte de baixo. Prateleira pronta em pouco tempo!
Para um revestimento na vertical, são apenas necessárias ripas na horizontal; para um revestimento na horizontal, apenas são necessárias ripas na vertical. O espaçamento entre ripas não é muito importante, excepto se quiser junções escalonadas em filas alternadas de tábuas, pelo que, nesse caso, deve ter cuidado para que a ripa fique por baixo de cada junção para permitir a fixação. Pode também colocar as tábuas na diagonal, o que não é muito difícil, mas será melhor não complicar muito e usar apenas ângulos de 45°. Isto pode ser feito com várias e bem conhecidas configurações. As uniões de tábuas de macho e fêmea e em V são geralmente referidas como MFV, sendo um tamanho comum de cerca de 9 x 100 mm; com a perda da parte macho no encaixe, cada tábua cobre uma área de cerca de 90 mm de largura. Estão disponíveis vários perfis decorativos. A respiga com encosto é normalmente mais pesada. Um tamanho típico é de 12×121 mm, sendo a real cobertura de cerca de 110 mm. O MFV é normalmente fixo através de pregos escondidos.
Caso você saiba manusear as peças de madeira que pretende utilizar para seu armário, lembre-se da necessidade de contar com cavaletes e serrinha. Outro ponto importante é quanto às furações, que deverão ser cuidadosamente distribuídas para que a montagem seja a mais eficiente o possível. Lembre-se de sempre consultar o plano que decidiu seguir. Essencialmente, nesta fase, você precisará de martelo, furadeira e chave de fenda. 
Os pregos para painel são colocados na diagonal através da base da parte macho até à estrutura de ripas. Também pode pregar de forma decorativa. As molduras decorativas são usadas para dar o acabamento às extremidades do revestimento. Por exemplo, um friso com perfil de quarto de círculo pode ser colocado nos cantos interiores, enquanto um friso simples quadrado ou um friso do tipo taco de hóquei pode ser colocado num canto interior ou esquina. Tanto as uniões macho e fêmea como os materiais em chapa podem ser usados para cobrir os tectos. A estrutura de ripas pode ser fixa directamente às vigas que atravessam o tecto, ou a uma estrutura de ripas suspensa instalada para suportar o revestimento e baixar o tecto ao mesmo tempo. O resultado será agradável, ajudará a conservar o calor e dará um ar acolhedor à divisão.
Si uno se construye esta casa seguramente va a llamar la atención. Para bien o para mal esta construcción va a dar que hablar. Es que sigue una distribución no muy habitual, pero ademas la forma que tiene es muy llamativa. Sin dudas si tenemos un jardín muy lindo o unas vistas llamativas nos podría … Sigue leyendo Llamativa casa de una planta, dos dormitorios 151 metros cuadrados
Me gustan los planos de estas cabañas mono-ambientes. Es que son diseños que cubren muchas necesidades diferentes. Este, por ejemplo, puede servir como una casa/cabaña para invitados o como un espacio extra multiuso o, incluso, como una cabaña para alquilar dentro algún tipo de complejo. Como podemos ver en el primer plano que les comparto … Sigue leyendo Cabaña mono-ambiente de 18 metros cuadrados
Estarão envolvidas 53 entidades neste plano, incluindo “companhias aéreas, operadores turísticos e também agências de viagens online mais relevantes dos respetivos mercados”, detalhou o mesmo documento. Os planos serão apoiados pelo Turismo de Portugal, que irá trabalhar com as Agências Regionais de Promoção Turística e implicam um investimento que chega a um milhão de euros.

O prolongamento do plano operacional irá acarretar custos para a Madeira, mas apenas no que se refere aos meios operacionais em terra. “Em relação ao POCIF, naturalmente que há sempre custos associados, porque as equipas no terreno necessitam de um apoio para esse prolongamento. Em relação a 2017, esse prolongamento correspondeu a cerca de 30 mil euros. Em relação ao meio aéreo, e atendendo a que isto é uma responsabilidade nacional, naturalmente que não pretendemos que esse prolongamento seja objeto de qualquer valor adicional”, disse.
×