Desbaste primeiro a extremidade da madeira para se certificar de que está a 90 ou a 45°, se necessário. Marque o comprimento da tábua com um x-acto ou um lápis e corte-a com o tamanho certo usando uma serra de respigar. Coloque a tábua por cima das ripas, certificando-se de que a parte macho fica em posição de encaixar a tábua seguinte e, no caso da MFV, de que o lado com a chanfradura está para cima. Pregue as tábuas com pregos de painel. Repita este processo com as restantes tábuas, empurrando-as firmemente para o lugar com um maço e um pedaço da madeira para evitar danos antes de pregar. Deixe a penúltima tábua por cima da anterior, mas antes de pregar use um pedaço de madeira e um lápis para marcar a linha de corte na última tábua, se necessitar de ser aparada para encaixe. Corte e aplaine a tábua na largura. Pode precisar de colocar as duas últimas madeiras dando-lhes um toque para saltarem e encaixarem e, nesse caso, ambas terão de ser pregadas através da superfície, uma vez que não pode usar as partes macho. Martele as cabeças dos pregos e tape com massa de enchimento.
Os projetos a seguir são super simples. Qualquer um será capaz de realizar as ideias apresentadas, dos mais experientes com o manuseio de ferramentas até os mais desajeitado. Então, se há algumas coisas sobrando em sua casa que você estava pensando em jogar fora, pois não encontrava utilidade, essa é hora de você acordar aquele espírito Faça Você Mesmo que está adormecido dentro de você e mãos à obra.

Me gustan los planos de monoambientes. Me resultan muy utiles para determinadas situaciones, desde viviendas de emergencia hasta casas económicas para vacacionar, pasando por una infinidad de posibilidades. Pueden servir como cabañas para alguien que este pensando en armar algún tipo de emprendimiento turístico o como una primer vivienda para un joven que se quiere … Sigue leyendo Plano de monoambiento de 18 metros cuadrados
O PS Madeira quer saber quando foi efectuada a última actualização dos planos de segurança dos museus e as medidas que estão a ser tomadas nas áreas da prevenção e gestão de risco na salvaguarda do património. Os socialistas deram entrada na Assembleia Regional a um conjunto de perguntas dirigidas a Paula Cabaço, secretária regional do Turismo e Cultura, relativamente a esta área.
×