Os espaços integrados estão na moda. Porém, nem sempre surgem totalmente abertos, mas sim com superfícies divisórias que os delimitam apenas de forma parcial. Neste projecto, por exemplo, colocou-se uma sucessão de ripas de madeira que permite a visibilidade e comunicação entre os dois espaços, a passagem da luz e a correcta ventilação, sem nunca diminuir o tamanho do ambiente em causa. 

Desbaste primeiro a extremidade da madeira para se certificar de que está a 90 ou a 45°, se necessário. Marque o comprimento da tábua com um x-acto ou um lápis e corte-a com o tamanho certo usando uma serra de respigar. Coloque a tábua por cima das ripas, certificando-se de que a parte macho fica em posição de encaixar a tábua seguinte e, no caso da MFV, de que o lado com a chanfradura está para cima. Pregue as tábuas com pregos de painel. Repita este processo com as restantes tábuas, empurrando-as firmemente para o lugar com um maço e um pedaço da madeira para evitar danos antes de pregar. Deixe a penúltima tábua por cima da anterior, mas antes de pregar use um pedaço de madeira e um lápis para marcar a linha de corte na última tábua, se necessitar de ser aparada para encaixe. Corte e aplaine a tábua na largura. Pode precisar de colocar as duas últimas madeiras dando-lhes um toque para saltarem e encaixarem e, nesse caso, ambas terão de ser pregadas através da superfície, uma vez que não pode usar as partes macho. Martele as cabeças dos pregos e tape com massa de enchimento.

Mais uma vez apelei pra madeira. Gosto desse material porque, além de dar um clima mais acolhedor, fica diferente e fácil pra combinar. Usei pinus de novo por motivos óbvios ($$$) e pra combinar com o painel da sala. Como os dois cômodos meio que se integram, acho importante ter um elemento ou outro que combinem pra dar aquela liga. Pra fazer é moleza e você pode comprar as ripas e já pedir pro marceneiro camarada pra cortar no tamanho certo. 
1 tábua de madeira;Luva de borracha;Máscara (Para não inalar o pó durante o trabalho)Óculos de segurança;Pano ( Para você retirar o pó após terminar de lixar);Lixa grão 80 (Para retirar a primeira camada grossa da madeira);Lixa grão 180  (Para melhorar a superfície da madeira);Lixa especial para madeira ;Lixadeira elétrica (Caso não tenha uma lixadeira elétrica é possível realizar o trabalho manualmente);Massa para madeira ( Para retirar todas as imperfeições);Fundo fosco branco para madeira;Esmalte à base de água na cor branca no acabamento acetinado;1 Rolinho de espuma de 9cm;1 Trincha especial para verniz e esmaltes;1 espátula plástica (Celulóide) para passar a massa de madeira;
Economize a área da mesa de jantar! Na foto, a mesinha retrátil é minimalista e acompanha prateleiras para você poder guardar o que precisar. O primeiro passo, no tutorial do blog Shanty 2 Chic, é construir a caixa que ficará na parede com madeira de pinho. Em seguida, adicione as braçadeiras, para anexar a caixa à parede e então as prateleiras. Você pode conferir o tutorial completo, com imagens detalhadas, no link. 
Existem diversos modelos e materiais de móveis para jardim, como uma decoração com pallets ou de madeira, e você pode escolhê-los com base em seu gosto e suas preferências. Alguns móveis para jardim são mais resistentes e outros, esteticamente agradáveis. É importante selecionar suas prioridades quanto a móveis para jardim e saber o que você deseja para aquele ambiente.
Bienvenidos a toda la comunidad de carpinteros y carreras afines que nos visitan en nuestra pagina web, en esta ocasión les compartiré planos para poder construir muebles de madera, Los planos van dirigidos para quienes quieran adentrarse en el mundo de la autoconstrucción pero no tienen mucha experiencia, en donde Tocomadera, es un proyecto uruguayo de mobiliario social, en donde tienen una solución y nos muestra una serie de planos para que nosotros podamos construir muebles de madera de uso libre y gratuito.

Nuestra galardonada guía actualizada de Madeira tiene cientos de páginas de información esencial sobre dónde ir, cuándo ir, qué hacer, cómo llegar y dónde alojarse, incluidos mapas, informes detallados sobre el clima, la geografía y historia, más la verdad sobre la vida nocturna, las personas, los lugares y la cultura ... ¡Este es definitivamente el primer 'HACER TURISMO' que debes hacer!

×