Sempre tive o sonho de desenvolver minha habilidade de marcenaria, sempre quis também expandir meu conhecimento em um projeto maior, realizar isso através do curso como fazer eu mesmo não parecia mais distante! Depois que me deparei com o Marcelo Cintra, todas as minhas dúvidas foram sanadas e eu não perdi mais tempo, comprei na hora o curso, para aprender como fazer moveis planejados, e quase não acreditei no valor que desembolsei!
“Queremos saber quando foi feita pela Direção de Serviços de Museus e Património Cultural da direcção regional da cultura a última atualização dos planos de segurança, quais são as medidas de prevenção e gestão de riscos (incêndios, intempéries, entre outros) adotadas nos museus para salvaguarda dos seus bens e coleções, aferir que riscos estão identificados, quais são os planos que estão em vigor e o que prevêem, a data dos planos em vigor, bem como saber se foi dada formação aos funcionários e com que periodicidade”, esclarece.
E o último projeto é uma estante, feita com um conjunto de prateleiras que decoram e guardam objetos na sala de estar, no escritório, no dormitório, na cozinha ou até mesmo no banheiro. Basta escolher o número e o tamanho das caixas e, assim, dimensionar a prateleira da melhor maneira para seus ambientes. Para complementar e deixar sua estante ainda mais bonita utilize papel adesivo, gravuras ou tinta para decorar o fundo das caixas de maneira original e divertida. Vá encaixando e colando uma caixa sobre a outra, posicionando as maiores em baixo, deixando espaços entre elas e formando uma composição na parede. Se sentir necessidade prenda algumas partes do conjunto na parede para uma maior segurança. 
Aplique o fundo fosco branco para melhorar a aderência na base de madeira. Obs: Não lixe o fundo. Aplique a massa para madeira nos defeitos e espere secar por duas horas. Com a lixa grão 180, lixe a superfície da madeira até ficar bem lisinha. Depois, aplique duas ou três demãos de tinta para artesanato de madeira ( Esmalte à base de água) para a sua pintura ficar perfeita.
Mais uma vez apelei pra madeira. Gosto desse material porque, além de dar um clima mais acolhedor, fica diferente e fácil pra combinar. Usei pinus de novo por motivos óbvios ($$$) e pra combinar com o painel da sala. Como os dois cômodos meio que se integram, acho importante ter um elemento ou outro que combinem pra dar aquela liga. Pra fazer é moleza e você pode comprar as ripas e já pedir pro marceneiro camarada pra cortar no tamanho certo. 
A madeira utilizada para fazer esse projeto foi assoalho de pinus. O pinus foi escolhido, pois onde foi colocado o painel não tem contato com sol e nem com umidade. O pinus é uma madeira mais barata e é uma ótima opção para ambientes internos. As tábuas foram todas escolhidas a dedos, pois quando tem mais veias e nós na madeira, o projeto fica ainda mais bonito.
1 tábua de madeira;Luva de borracha;Máscara (Para não inalar o pó durante o trabalho)Óculos de segurança;Pano ( Para você retirar o pó após terminar de lixar);Lixa grão 80 (Para retirar a primeira camada grossa da madeira);Lixa grão 180  (Para melhorar a superfície da madeira);Lixa especial para madeira ;Lixadeira elétrica (Caso não tenha uma lixadeira elétrica é possível realizar o trabalho manualmente);Massa para madeira ( Para retirar todas as imperfeições);Fundo fosco branco para madeira;Esmalte à base de água na cor branca no acabamento acetinado;1 Rolinho de espuma de 9cm;1 Trincha especial para verniz e esmaltes;1 espátula plástica (Celulóide) para passar a massa de madeira;
Depois de saber quem era Marcelo Cintra, descobri que ele juntou todo o seu conhecimento e criou um método, ele lançou o curso Como Fazer eu mesmo, que ensina como fazer moveis planejados passo a passo, onde ele compartilhou seus conhecimentos dentro de um método fácil, prático e de simples entendimento para que seus alunos construíssem seus próprios móveis sob medida, a um custo-benefício ótimo para que os alunos obtenham a máxima na obtenção de lucros caso queiram trabalhar comercialmente.

Para um revestimento na vertical, são apenas necessárias ripas na horizontal; para um revestimento na horizontal, apenas são necessárias ripas na vertical. O espaçamento entre ripas não é muito importante, excepto se quiser junções escalonadas em filas alternadas de tábuas, pelo que, nesse caso, deve ter cuidado para que a ripa fique por baixo de cada junção para permitir a fixação. Pode também colocar as tábuas na diagonal, o que não é muito difícil, mas será melhor não complicar muito e usar apenas ângulos de 45°. Isto pode ser feito com várias e bem conhecidas configurações. As uniões de tábuas de macho e fêmea e em V são geralmente referidas como MFV, sendo um tamanho comum de cerca de 9 x 100 mm; com a perda da parte macho no encaixe, cada tábua cobre uma área de cerca de 90 mm de largura. Estão disponíveis vários perfis decorativos. A respiga com encosto é normalmente mais pesada. Um tamanho típico é de 12×121 mm, sendo a real cobertura de cerca de 110 mm. O MFV é normalmente fixo através de pregos escondidos.
Bom em relação a esse revestimento de madeira, gostaria muito da sua opinião. Minha sala é pequena, e uma das paredes é chanfrada com janela, ou seja, tem 5 paredes. você acha que fica legal em uma parede revestir com madeira (como sua ideia), daí pulo a parede da janela e em seguida aplico os tijolinhos e na parede seguinte aplico textura de cor (vermelho ou outra cor)? Ou seja, nessa textura fica o sofá, na parede do lado esquerdo fica os tijolinhos, daí vem a janela (chanfrada) e na outra parede que fica de frente com o sofá faço a parede de madeira onde ficará a tv (essa parede é estreita e fica do lado da porta de entrada). Conseguiu visualizar em sua mente? hehe O que você acha?
Aqui no Lar Decoração somos apaixonados de coração por este material nobre, que continua nos encantando a cada peça nova que surge, a cada transformação a que é submetida. E por isso, desta vez quisémos inspirar nossos leitores com várias ideias que possam fazer eles mesmos com madeira. Porque se uma peça decorativa de madeira pode ser linda, uma feita por nós ainda consegue ser mais. Venha daí, se encha de vontade e surpreenda com o que pode com um pedacinho de madeira!
Impossível falar de tutorial com pinus e não mostrar o projeto fofo da Ju para o DIY Coletivo desse mês! A delicadeza dessa madeira combina demais com ela; por isso, para a (re)estreia dela na equipe, ela optou por usar uma tábua que já tinha em casa para criar uma linda placa decorativa com a palavra que vai reger o ano de 2018 para ela: “acreditar”.
Se você se mudou recentemente e precisa economizar nos móveis, essa é uma excelente alternativa. Os blocos são uma ótima base para criar o seu próprio rack de sala com apenas algumas unidades e ripas de madeira. No caso desta da imagem foram necessários apenas 6 blocos para criar níveis de alturas diferentes e 3 ripas de madeira para dar suporte aos acessórios e eletrônicos da casa. Tudo bem simples e resistente!
Estarão envolvidas 53 entidades neste plano, incluindo “companhias aéreas, operadores turísticos e também agências de viagens online mais relevantes dos respetivos mercados”, detalhou o mesmo documento. Os planos serão apoiados pelo Turismo de Portugal, que irá trabalhar com as Agências Regionais de Promoção Turística e implicam um investimento que chega a um milhão de euros.
×