Não é fácil morar em uma casa pequena, principalmente quando a questão em pauta é a compra de móveis. Quando nos apaixonamos por uma peça multifuncional, linda e prática, podemos nos desapontar com o valor da etiqueta, mas ainda bem que algumas coisas podem ser feitas em casa! Inspire-se nas ideias abaixo e siga os tutoriais nos sites, ou mostre para seu carpinteiro de confiança!
Estarão envolvidas 53 entidades neste plano, incluindo “companhias aéreas, operadores turísticos e também agências de viagens online mais relevantes dos respetivos mercados”, detalhou o mesmo documento. Os planos serão apoiados pelo Turismo de Portugal, que irá trabalhar com as Agências Regionais de Promoção Turística e implicam um investimento que chega a um milhão de euros.
Por mais que a gente goste da casa em que mora, é normal de vez em quando bater aquela vontade de mexer em alguma coisinha da decoração para dar novos ares ao lugar. E nem precisa ser no esquema extremo daqueles programas de TV que põem os cômodos abaixo! Muitas vezes, um quadro, um arranjo de plantas e mesmo um capacho reformado já são suficientes para dar o sopro de novidade de que você tanto precisa.
Tocomadera es un proyecto de mobiliario social, desarrollado en el ámbito de las actividades de investigación y extensión de la Escuela Universitaria Centro de Diseño (Farq/UdelaR) de Uruguay. El equipo responsable está compuesto por 5 diseñadores y el proyecto, concebido dentro del formato de diseño de código abierto, es decir, de uso libre y gratuito, apunta a proveer una solución de equipamiento doméstico a programas de asistencia social o a poblaciones ante situaciones de catástrofe.

O blog Coco Lapine Design traz um DIY incrível da designer Katleen Roggeman: um armário que faz as vezes de estante e vaso, de aparência moderninha e minimalista. As medidas estão neste link, e o projeto pode ser executado facilmente com tábuas, uma serra e pregos – se quiser dar um toque colorido, como na prateleira vermelha, é só investir na tinta. 

“Queremos saber quando foi feita pela Direção de Serviços de Museus e Património Cultural da direcção regional da cultura a última atualização dos planos de segurança, quais são as medidas de prevenção e gestão de riscos (incêndios, intempéries, entre outros) adotadas nos museus para salvaguarda dos seus bens e coleções, aferir que riscos estão identificados, quais são os planos que estão em vigor e o que prevêem, a data dos planos em vigor, bem como saber se foi dada formação aos funcionários e com que periodicidade”, esclarece.
×